Lei de Acesso à Informação
Busca
Coordenadoria de Comunicação da UFRJ
UFRJ institui graduação em Relações Internacionais

CAMILLA MUNIZ - OLHAR VIRTUAL
dmvi@reitoria.ufrj.br

 A partir do próximo concurso Vestibular da UFRJ, os candidatos terão a chance de optar por mais um curso de Graduação: Relações Internacionais. Apesar da proposta de criação do curso ter sido aprovada somente no último dia 5 de junho, no Conselho Universitário (Consuni), a idéia surgiu ainda nos anos 90. Fomentado pelo professor Franklin Trein, do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS), e por oito professores do Departamento de Economia da então Faculdade de Economia e Administração (FEA) — entre eles Edson Peterlli, Vanderlei Ribas, Fernando Carlos e Manuel Alcino —, o projeto original que visava à criação da Graduação em Relações Internacionais na UFRJ nasceu juntamente com a idealização do Núcleo de Estudos Internacionais (NEI/CCJE).
 
Embora a primeira tentativa não tenha vingado, a idéia do curso de Relações Internacionais não foi abandonada. Em 2004, Alcino Câmara Neto, decano do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE/UFRJ), e Sueli de Almeida, decana do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH/UFRJ), criaram uma comissão — presidida por Antônio Celso Pereira, professor do IFCS e formada por três membros do CCJE e três do CFCH — com a finalidade de implementar a graduação, o mestrado e o doutorado em Relações Internacionais na universidade. Mais uma vez, ainda não era o momento para a intenção se tornar realidade. Enfrentando problemas de ordem institucional, a comissão não conseguiu definir quem ficaria responsável pelos cursos.

Alcino Câmara Neto relembra que a persistência foi um fator determinante para que a proposta fosse adiante. “A despeito deste fracasso original, ambos os centros passaram a dar passos na direção da criação do curso. Por um lado, o CFCH realizou concurso para professor adjunto em Relações Internacionais, para qual foi selecionado o professor Alexander, um dos responsáveis pelo projeto final aprovado pela universidade. O CCJE, por sua vez, conseguiu finalmente conceber o NEI, que poderia abrigar uma parte importante dos docentes e disciplinas do curso. Além disso, apresentamos no Consuni uma proposta inovadora que permitia, entre outras novidades, a gestão compartilhada de cursos de graduação e pós-graduação. Esta proposta foi aprovada poucos meses antes do curso também ser aprovado, e era condição necessária para isto acontecer”, conta o decano.

Após ter sido reeleito para o cargo que ocupa hoje, Alcino retomou a elaboração do projeto do curso com Marcelo Corrêa e Castro, decano do CFCH. Uma comissão que congregava professores pertencentes aos dois centros foi nomeada para elaborar e apresentar a proposta final, que seguiu para votação e aprovação em diversas instâncias, como as congregações ou conselhos deliberativos das unidades participantes (IFCS, NEPP, IE, FND e NEI), os conselhos deliberativos dos departamentos da Faculdade de Letras que participam do projeto e os dois conselhos de centro (CCJE e CFCH), além do CEG e Consuni.

Importância

Por isso, a criação do curso de Relações Internacionais na UFRJ é motivo de grande comemoração para Alcino Câmara Neto.  Para o decano, esta novidade terá grande relevância tanto para a universidade como para o Rio de Janeiro. “O curso é de extraordinária importância, seja para nossa cidade — já que será o primeiro curso de graduação ministrado em universidade pública na cidade do Rio de Janeiro — seja para UFRJ, pela experiência de renovação institucional proporcionada e pela própria temática, uma das poucas já relativamente consolidadas nos campos de humanidades e ciências sociais aplicadas que não tinha curso regular de graduação em nossa universidade”, explica.

Por demandar grande interdisciplinaridade na grade curricular, a nova graduação não será lotada num único centro, mas no conjunto de unidades que participarão do curso, sendo dirigida por um colegiado de representantes destas unidades. Segundo Alcino, a grade curricular contará com disciplinas de Economia, Teoria Política, História, Geografia, Línguas, Administração, Relações Internacionais, Economia Política Internacional e Direito. “De fato, o próprio campo é, em si, interdisciplinar, congregando informações de vários saberes. Ademais, evitou-se ter um curso mais voltado apenas para um dos campos formadores, como é o caso da maioria dos cursos de graduação em Relações Internacionais no Brasil que, dependendo de sua origem institucional, é mais enviesado para o Direito, ou para a Ciência Política ou para Economia. Nosso curso guarda uma harmonia que é fruto de sua origem institucional e de um aprofundamento da temática em si, resultante da consolidação da área no Brasil”, afirma.

O decano do CCJE acredita que o curso de Relações Internacionais, que se iniciará em março de 2009, será um dos mais procurados pelos estudantes no concurso de acesso às graduações oferecidas pela UFRJ. “Acredito que a procura será espetacular, pondo o curso entre os cinco mais concorridos da universidade”, diz Alcino. Segundo o professor, o mercado de trabalho para o profissional graduado em Relações Internacionais é fortemente demandante, especialmente, por profissionais de alta qualificação.

— Há grande demanda por analistas internacionais no serviço público, que não se restringe ao serviço diplomático, e empresas estatais. O mercado de trabalho também é bastante receptivo nos organismos internacionais, ONGs, empresas nacionais exportadoras e empresas multinacionais. Nosso objetivo é formar um profissional que possa trabalhar tanto na esfera privada quanto no setor público, executando atividades relacionadas ao aconselhamento, análise e execução de tarefas na área de Relações Internacionais. Obviamente, dada a tradição da UFRJ, espera-se que haja forte sintonia com o setor público, inclusive a área de diplomacia. O curso já está estruturado para cumprir estes fins, apresentando, inclusive, um conjunto de disciplinas eletivas que permitirão exatamente o desenvolvimento de várias trajetórias de formação pelos alunos — concluiu o decano.



Publicado em:
17/06/2008
LASSBio comemora 20 anos com workshop 18/09/2014
CFCH recebe simpósio sobre imagem 18/09/2014
Seminário no Ifcs discute questões étnico-raciais 18/09/2014
Núcleo de estudos da ECO realiza seminário internacional 18/09/2014
Mulheres cientistas, por que ainda são poucas? 17/09/2014
Últimos dias para as inscrições no Seminário Grandes Desafios da Computação no Brasil 16/09/2014
Webconferência Envelhecimento do Servidor e Acessibilidade 16/09/2014
Professora da UFRJ ingressa na Academia Nacional de Economia 16/09/2014
CFCH e Cebri realizam debate sobre Marco Civil e os novos rumos da internet 16/09/2014
Hospital Universitário promove audiência pública 15/09/2014
6ª Jornada de Combate ao Tabagismo e Promoção da Saúde no CCS 15/09/2014
Capes seleciona acadêmico brasileiro para atuar na Universidade de Harvard 15/09/2014
Colégio Brasileiro de Altos Estudos divulga agenda de eventos em setembro 12/09/2014
Palácio Universitário recebe tratamento contra infiltrações 12/09/2014
Edital seleciona projetos para intercâmbio entre Brasil e Japão 12/09/2014
IH-UFRJ promove debate sobre a I Guerra Mundial 12/09/2014
Concurso em comunicação científica 12/09/2014
Instalação do Proarq será aberta à visitação 11/09/2014
Casa da Ciência exibe o filme Um sonho intenso 11/09/2014
VOLTAR
Patentes da UFRJ - Encontre aqui as tecnologias disponíveis, patentes requeridas e concedidas, registros de software e outras formas de Proriedade Intelectual administradas pela Agência UFRJ de Inovação.
Central de Apoio à Eventos - é a nova área da PR-5, que tem como finalidade apoiar prioritariamente a realização de eventos de extensão, no suporte de materiais e equipamentos.
PORTAL DE EVENTOS - Esta ferramenta de Integração à Comunicação da UFRJ e tem o propósito de dar visibilidade às atividades Institucionais, Acadêmicas, Científicas e Culturais. CADASTRE AQUI SEU EVENTO
UFRJ Notícias - Boletim semanal com informações de interesse geral sobre a UFRJ, voltado para todos os públicos. Produzido pela Assessoria de Imprensa do Gabinete do Reitor, funciona também como divulgador de pautas para a imprensa.
Agência UFRJ de Inovação Tecnológica - A Agência UFRJ de Inovação é responsável por Gerenciar a política de inovação bem como sua difusão e aplicações no âmbito da UFRJ.
CRIAR: tem como missão Identificar, estimular e promover iniciativas inovadoras nas unidades acadêmicas e órgãos suplementares da universidade e ser um elemento de interface para a transferência dessas iniciativas para agentes de desenvolvimento econômico e social, públicos e privados..
Cartas de Serviços dos Hospitais Universitários - Você poderá conhecer o conteúdo de cada Carta de Serviços ao Cidadão com as devidas orientações de participação e manifestação.
Super AFSede - CoordCOM: A Superintendência Geral de Atividades Fora da Sede foi criada para atender à política de ampliação da oferta de vagas e da necessidade de interiorização dos cursos no âmbito da UFRJ
Campus UFRJ - Xerém:  presença da UFRJ na produção de conhecimento e no crescimento do município de Duque de Caxias e da região da Baixada Fluminense.
Monitoramento de trânsito: Verifique o trânsito nas saídas da Cidade Universitária pelas câmeras pela Prefeitura da UFRJ - CET-Fundão.
Superintendência Geral de Comunicação Social da UFRJ:  atua como mecanismo comunicacional integrador da universidade com as suas unidades acadêmicas e com a sociedade em geral.
Campus UFRJ-Macaé:  presença da UFRJ na produção de conhecimento e no crescimento do município de Macaé e da região do Norte Fluminense.
WebTV UFRJ:  veículo da Superintendência Geral de Comunicação Social da UFRJ, orientado para a produção de videojornalismo e produtos audiovisuais especiais.
SUPEREST - Superintendência Geral de Políticas Estudantis: tem por objetivo constituir-se numa estrutura pedagógico-administrativa vinculada ao Gabinete do Reitor, voltada ao planejamento, coordenação, acompanhamento e avaliação dos programas e ações direcionados à comunidade discente.
Imagem UFRJ: banco de imagens da Superintendência Geral de Comunicação Social da UFRJ.
Superintendência de Tecnologia da Informação e Comunicação da UFRJ: é vinculada à Pró-reitora de Gestão e Governança (PR-6).